Como se tornar um exportador de alimentos?

Compartilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Nos últimos anos o Brasil se consolidou como um dos maiores produtores e exportadores mundiais de alimentos e fibras. A crescente participação do país no mercado internacional é resultado da combinação de fatores como clima propício, investimento em tecnologia, extensão territorial cultivável e qualidade dos produtos. O Brasil exporta para mais de 180 países, tendo como principais compradores a China, países do Mercosul, União Europeia e Estados Unidos.

A exigência permanente dos mercados globais por eficiência e competitividade impõe, aos setores público e privado brasileiros, a busca da celeridade e eficiência no trâmite exportador, resguardada sempre a qualidade e a sanidade dos produtos do agronegócio brasileiro.

Além disso, como membro da Organização Mundial do Comércio (OMC), o Brasil deve seguir as regras estipuladas pelos acordos que regem as relações comerciais entre os países membros, e que garantam a qualidade e segurança dos produtos comercializados. Entre os critérios mais comuns estão: o controle de pragas, doenças, resíduos e contaminantes, e os requisitos, como as boas práticas agrícolas, as boas práticas de fabricação e os padrões de higiene operacionais.

Seguindo essas regras é possível tornar-se um exportador de alimentos para outros países do mundo.

Fonte: Ministério da Agricultura

Fique conectado

Mais notícias

Login